Contador(a), INDIQUE E GANHE seu bônus financeiro.

  Olá, Contador(a) Parceiro(a) A E-commerce Integrado é uma empresa de tecnologia em nuvem que há mais de 10 anos vem criando soluções em vendas online para Fabricantes e Lojistas que vendem no Atacado e Varejo. Parceria: É com grande satisfação que venho propor uma parceria de Indicação dos nossos serviços através de sua empresa contábil. Como funciona a parceria:  Através do acesso a página o  INDIQUE E GANHE,   sua empresa ao preencher o formulário da PROGRAMA INDIQUE E GANHE receberá de nossa equipe um CÓDIGO PERSONALIZADO para inserir os clientes na página TESTE GRÁTIS . Cadastro do Contador(a) Parceiro(a)   Indique e Ganhe:   Clique aqui Cadastro do Cliente Indicado (14 dias grátis e sem compromisso): Clique aqui Bônus do cliente indicado: Seu cliente terá 10% de desconto na taxa de integração, configuração, treinamento, curso EAD de Direito do Consumidor e 2 meses de cortesia no ERP Bling. Bônus do(a) Contador(a) na contratação da indicação:    R$100,00 (Pagamento imediato)

Clubes pagaram menos impostos que uma empresa comum

O balanço financeiro do Flamengo de 2018 mostrou que o rubro-negro arrecadou R$ 542,7 milhões e pagou R$ 54,9 milhões em impostos, o equivalente a 10,12% do total. Com o Simples-Fut – o regime tributário proposto pelo Projeto de Lei (PL) 5.082/2016, em tramitação no Congresso –, a equipe carioca teria pagado R$ 83 milhões em tributos caso a nova proposta de clube-empresa já estivesse em prática e o campeão da Libertadores já tivesse aderido a ela. O valor corresponderia a 15,12% do total.

Associações civis sem fins lucrativos, como os clubes, contam com uma série de isenções de impostos. Ao migrarem para empresas, elas passam a recolher mais tributos, mas bem menos do que sociedades empresariais comuns. Se o Flamengo fosse um clube-empresa nas regras de hoje, o pagamento de impostos em 2018 chegaria a R$ 120,4 milhões, 22,18% do que arrecadou no período. As contas se referem apenas a impostos federais. O PL cria um regime especial de tributação de 5% sobre a receita bruta ou na fonte pagadora para tributos federais como IRPJ, CSLL e Cofins e INSS.

“Um clube hoje paga algo como uma igreja. São basicamente impostos sobre a folha de pagamento (5%). No resto, é praticamente isento. No clube-empresa, estamos equivalendo os impostos sobre folha, adicionando uma camada de 5% sobre a receita bruta, algo parecido com o Simples”, explica o deputado federal Pedro Paulo (DEM-RJ), relator da proposta.

O Tempo

Curso Preparatório para o Exame de Suficiência CFC R$ 246,90. Ver mais informaçôes

_____________________________________

Site desenvolvido por: E-commerce Integrado: Integração e Sites Profissionais Teste Grátis