Esocial: liberada opção de impressão do Recibo de Férias

Com a edição da Medida Provisória nº 927/20, o eSocial teve de se adequar à nova legislação e foi ajustado para incluir as férias no recibo de salário. Nesse caso, o recibo à parte é desnecessário, já que os valores das férias saem junto do recibo de salário. Contudo, diversos empregadores que optaram pelo pagamento antecipado das férias estavam com dificuldades para gerar um recibo por conta própria. Dessa foma, o eSocial ajustou novamente a ferramenta com a possibilidade de emissão automática do recibo, conforme já antecipado em 02/06/2020.

O impacto da tecnologia em nossa profissão

O mundo está cada vez mais conectado. O avanço da tecnologia acontece em ritmo acelerado, interligando pessoas, empresas e países. Convenhamos, a tecnologia trouxe situações nunca vivenciadas. Empresas colocam seus produtos e serviços de forma praticamente instantânea, em qualquer lugar, além das fronteiras. A cada momento, novos produtos e serviços surgem, alterando a forma com que as empresas criam e suprem as necessidades criadas pelo consumidor. Esse novo tempo em que emerge a Era Digital – Era da informação, da novidade, da velocidade e do imensurável – contribuiu para a deterioração de muitas empresas, bem como para o sucesso e para criação de muitos outros empreendimentos. De fato, o mundo passa por uma onda disruptiva sem precedente.


Nesse movimento de transformações e acessibilidade, em que se viu crescer sobremaneira o volume de comércio internacional, ocorreu um aumento significativo na geração e na circulação de dados e informações. Ao se referir ao ofício do profissional da contabilidade, os dados são e sempre serão sua matéria-prima – o ativo mais valioso. Sua transformação em informações sempre foi e continuará sendo o principal objetivo do nosso trabalho. São infindáveis informações para processar a cada dia, que se constituem em um grande desafio para cada um de nós que compõe essa magnífica área das contas – desafio que consiste em dispor do conhecimento necessário para bem tratar os dados, traduzindo-os em informações úteis e indispensáveis para seus usuários.

A tecnologia está transformando a contabilidade e as finanças, principalmente no tocante à área de dados. Hoje, as organizações contábeis têm mais dados do que nunca, graças à eficiência dos processadores de computadores cada vez mais modernos, a conectividade crescente e sem barreiras e a enorme capacidade de armazenamento em nuvem a custos cada vez mais acessíveis.

Em decorrência desse grande volume e da variedade de dados, é comum que os setores de Contabilidade das empresas sintam-se, de certa forma, assoberbados. Uma pesquisa recente, conduzida por uma das empresas de auditoria Big Four, mostrou que metade dos entrevistados notou que suas equipes passam mais tempo coletando, validando e processando os dados do que conduzindo análises e produzindo relatórios com informações relevantes a partir deles. Esse é um exemplo clássico de uma situação indesejada e pouco produtiva que pode ser modificada com a automação de certos processos.

A utilização da automação de processos robóticos (RPA, na sigla em inglês) pode gerar novos níveis de eficiência. A padronização dos processos com base em programas que repetem o processo rotineiro de um ser humano permite um ganho de eficiência em escala nunca antes vista. Os softwares oferecem muitas vantagens para otimizar processos e facilitar tarefas diárias, o que traz ganhos quanto ao tempo que é poupado e pode ser utilizado em outras atividades, potencializando os resultados.

Algumas organizações contábeis e de auditoria estão explorando, de forma cada vez mais intensa, a conversão de imagens e dados desagregados em informações, que podem ser “lidas” por programas que geram relatórios úteis, com análises de exceções e tendências, que podem ser valiosas para tomadas de decisão de forma mais segura, rápida e efetiva.

Empresas de contabilidade têm conseguido padronizar a entrada de dados e imagens de documentos a ponto de processar e compilar, rapidamente, milhares de informações, imagens e dados em relatórios contábeis preparados dentro de uma estrutura conceitual aceitável, atendendo a milhares de clientes de pequeno porte ao mesmo tempo, com custos reduzidos. Nesse ritmo, para que o atendimento chegue a clientes de portes maiores, parece ser uma questão de tempo.

Essas empresas de contabilidade e auditoria estão explorando novas fronteiras de automação – a Automação Inteligente –, que combina RPA com Inteligência Artificial (IA). Essas tecnologias “aprendem” com o tempo e com o processamento de mais dados. Mais dados correspondem a mais inteligência. Os programas que analisam contratos simples de arrendamento mercantil são um exemplo disso. Atualmente, esses programas chegam a revisar 75% do conteúdo desses contratos. À medida que essas ferramentas vão sendo aprimoradas, elas passam a gerenciar e a analisar contratos mais complexos e de forma mais completa.

A tecnologia veio para ficar. Veio para se aliar às tarefas do profissional da contabilidade. A automação tornou-se crucial para que os escritórios de contabilidade e suas equipes, imersas em tantos dados, possam dispor do tempo necessário para desenvolver ideias e relatórios que aumentem a transparência e a confiança na informação fornecida. Com esses relatórios mais “inteligentes”, os gestores podem identificar padrões e tendências advindas do grande volume de dados e, com isso, melhorar os resultados futuros de seus clientes. Sem dúvida, a inteligência artificial terá um impacto significativo na geração de resultados futuros. A tecnologia seguirá permitindo que os investidores analisem as informações corporativas de maneiras anteriormente impensáveis.

Nesse contexto, vale mencionar a blockchain (também conhecida como “o protocolo da confiança”) e seus impactos em curto prazo. Essa tecnologia registra transações utilizando uma razão geral de acesso irrestrito aos envolvidos. Ademais, ela oferece a todos os participantes da rede uma trilha de auditoria segura de todas as transações realizadas, quase que em tempo real. Alguns especialistas esperam que essa tecnologia se torne o padrão do setor para a geração de relatórios contábeis, substituindo as formas atuais de relatórios prospectivos.

O grande avanço nesse processo é que todos os lançamentos nesse sistema serão revestidos de toda formalidade, conferíveis e validados pelas partes, conquistando assim maior veracidade e confiança. Líderes do setor acreditam que essa será a tecnologia dominante nos próximos cinco anos. Todavia, para que isso avance conforme previsto, reguladores precisam entrar em acordo e implementar o ambiente regulatório necessário, com todas as suas especificidades.

Assim como a blockchain, muitas outras tecnologias vêm ganhando destaque e já fazem parte do nosso vocabulário. Não é difícil termos contato, em alguma situação do dia a dia, com termos como machine learning, cloud computing, computação quântica, coisas autônomas (como robôs, drones e veículos autônomos), augmented analytics, entre outros. Certamente, é uma trajetória sem volta em que muitos benefícios vão sendo gerados. Não obstante, muitas questões delicadas também se tornam efeitos desses avanços.

Enquanto vivenciamos o uso cada vez mais intenso dos dados, outros importantes dilemas permanecem em vigoroso debate. Questões associadas à segurança e à ética são temas indissociáveis quando se trata da tecnologia e seus avanços lépidos. Muito embora essas questões não sejam o foco desse artigo, é preciso enfatizar que elas são tão ou mais importantes do que o uso adequado dessas tecnologias.

Percorrendo esse panorama, uma ideia é evidenciada: com a tecnologia como aliada, podemos alterar a forma com que fazemos os nossos negócios, gerando mais valor para a sociedade e para nossos clientes. Ela permite um melhor aproveitamento do capital humano, o aumento da competitividade e do controle de qualidade e um atendimento personalizado e satisfatório. Ela contribui, decisivamente, para que façamos mais e sejamos mais, cumprindo mais tarefas com menos esforço e menos tempo, sendo mais eficientes, mais produtivos e mais precisos.

Vivemos um momento único. Estamos na Era da Informação – a Era da criatividade, das conexões, da atualização e do aprimoramento. Que ela seja bem-vinda!

Por Idésio Coelho da Silva Jr.
Vice-Presidente Técnico do CFC

Curso Preparatório para o Exame de Suficiência CFC R$ 246,90. Ver mais informaçôes

_____________________________________

Curso de Perícia Contábil R$99,90. Ver mais informaçôes

_____________________________________

Curso Contabilidade Tributária R$99,90. Ver mais informaçôes

_____________________________________

Curso Prático de Departamento Pessoal (Reforma Trabalhista) R$ 139,90. Ver mais informaçôes

_____________________________________

Curso Contabilidade Geral R$ 99,90. Ver mais informaçôes

_____________________________________

Site desenvolvido por: Lojista Integrado: Sites | Marketing | Automação Teste Grátis