Esocial: liberada opção de impressão do Recibo de Férias

Com a edição da Medida Provisória nº 927/20, o eSocial teve de se adequar à nova legislação e foi ajustado para incluir as férias no recibo de salário. Nesse caso, o recibo à parte é desnecessário, já que os valores das férias saem junto do recibo de salário. Contudo, diversos empregadores que optaram pelo pagamento antecipado das férias estavam com dificuldades para gerar um recibo por conta própria. Dessa foma, o eSocial ajustou novamente a ferramenta com a possibilidade de emissão automática do recibo, conforme já antecipado em 02/06/2020.

Conciliação Bancária: o que é e por que devo fazer?

Toda empresa precisa de um controle financeiro interno eficaz, principalmente para saber se está seguindo pelo caminho ideal, rumo ao seu crescimento.

A conciliação bancária nada mais é do que a conferência das contas bancárias da empresa. Essa conferência auxilia muito esse controle financeiro.



O objetivo da conciliação bancária é verificar se não existe inconsistência de dados no controle interno. Para isso, é necessário checar se os lançamentos e datas presentes no saldo bancário da empresa condizem com os do extrato do banco.

Existem algumas formas de realizar essa tarefa. Por muito tempo, ela foi feita de forma manual, através de planilhas. Hoje em dia, já contamos com o apoio da tecnologia para realizar esse controle de forma automática, o qual citaremos mais para frente. Primeiro, vamos explicar de forma didática o processo que contempla a conciliação bancária.

Passo 1: Registrar as movimentações diariamente

Para realizar um controle financeiro eficaz, é preciso que todas as movimentações (tanto de entrada quanto de saída) financeiras da empresa sejam registradas. Essas informações precisam estar completas e devidamente relacionadas com cada conta bancária envolvida.

Algumas movimentações financeiras são: pagamentos de fornecedores, recebimentos de clientes, tarifas bancárias, impostos, empréstimos do banco etc.

A forma de registro dessas informações varia de acordo com a preferência do gestor. Por isso, busque o formato que mais se encaixa em sua rotina para que você tenha total controle de suas anotações.

Passo 2: Verificar o saldo no extrato bancário

Este é o momento de conferir se os saldos inicial e final do controle interno estão de acordo com os saldos dos extratos bancários.

Passo 3: Verificar os detalhes de cada lançamento

O gestor deve verificar e conferir se todos os lançamentos contidos no extrato bancário foram realizados na data correta e com seus respectivos valores corretos.

Passo 4: Corrigir as diferenças existentes nos lançamentos

Caso sejam encontradas divergências de valores, ou valores que não foram lançados, investigue onde isso ocorreu. Em seguida, corrija as diferenças que existem no controle interno, com a finalidade de deixar ambos os lados idênticos.

É necessário guardar todos os tipos de documentos que comprovem esses lançamentos: comprovantes de pagamento, boletos, extratos bancários, notas fiscais. Isso será, posteriormente, ao fim de cada mês, enviado à contabilidade e não pode faltar nada!

Por que é importante fazer conciliação bancária?

A conciliação bancária é um processo que permite que o empreendedor tenha domínio total da situação de sua empresa. Com um acompanhamento bem feito, é possível encontrar falhas e divergências presentes em informações cruciais para o controle financeiro do seu negócio.

A realização dessa tarefa é um ganho para diversos aspectos da empresa. Os relatórios contábeis se tornam mais assertivos, o que resulta em dados sólidos e eficientes que ilustram a situação do negócio perante a Lei.

Além disso, é possível ter uma previsibilidade maior em relação às questões financeiras da empresa. Com uma visão clara desse fator, a equipe pode criar metas realistas e ações que geram resultados mais eficientes para toda a empresa.

A conciliação bancária auxilia também na manutenção do capital de giro, que é um fator de extrema importância para que decisões possam ser tomadas rumo à melhoria e desenvolvimento do negócio.

Ao realizar a conciliação bancária de forma correta, a situação financeira da empresa torna-se mais transparente, com saldos atualizados e é possível pensar com mais assertividade sobre o que o time é capaz de investir em certos momentos.

Por que automatizar a conciliação bancária?

Atualmente existem diversas soluções que surgiram com o intuito de facilitar o processo de gestão financeira de diversas empresas, independentemente de seus tamanhos.

Algumas ferramentas, além de entregarem conciliação bancária, também oferecem outras soluções que são muito bem vindas para a realização de um controle efetivo de qualquer setor financeiro: conferência de vendas, acompanhamento de taxas cobradas por operadoras de cartão, visualização de recebimentos futuros… Enfim, as funcionalidades costumam ser várias. Mas, por que aderir a um sistema de controle financeiro, se essas tarefas foram, outrora, realizadas de forma gratuita e manual?

Se pararmos para pensar, são várias as tarefas que, antigamente, fazíamos de forma manual, mas que com o tempo foram facilitadas pela tecnologia. Seja pedir um Uber, pagar contas, fazer recarga no celular… Tudo isso foi facilitado pelos aplicativos e tecnologias, com a intenção de tornar nossos processos diários ainda mais práticos. Com o controle financeiro, isso não seria diferente!

Planilhas são efetivas, porém correm o risco de carregar erros humanos que podem resultar em problemas e prejuízos muito maiores para a empresa com o passar do tempo. Outro ponto negativo é o tempo que elas consomem para serem alimentadas, tempo esse que poderia ser gasto com outras atividades que ainda não foram automatizadas de forma precisa.

Por falar em precisão, esse é outro ponto bastante positivo da automatização de processos quando se trata de conciliação bancária. A precisão dos dados é grande e isso reduz muito as margens de erro na hora de traçar planos e planejar investimentos para a empresa.

Conclusão

A conciliação bancária é uma atividade essencial para que qualquer empresa possa ter uma visão sólida da sua situação financeira. Essa atividade é frutífera também do ponto de vista contábil, devido à apuração de informações concisas, que resultam em relatórios confiáveis e permitem que os gestores possam pensar nos próximos passos a serem dados pela empresa.

O resultado da falta de acompanhamento preciso da situação financeira resulta, muitas vezes, no fechamento de suas portas. Muitas empresas fecham as portas antes mesmo do segundo ano de atividade, justamente por não conseguir estabelecer uma rotina de controle financeiro organizada e precisa.

Por isso, se você ainda não realiza a conciliação bancária de sua empresa, comece já a fazê-lo. Pense, também, na possibilidade de automatizar esse processo. Avalie as melhores opções no mercado que se encaixem com as necessidades de sua empresa e encare o valor dos sistemas como um investimento que, certamente, vai gerar bons frutos a partir de um controle financeiro mais estável.


Teste Grátis. Clique aqui!

Curso Preparatório para o Exame de Suficiência CFC R$ 246,90. Ver mais informaçôes

_____________________________________

Curso de Perícia Contábil R$99,90. Ver mais informaçôes

_____________________________________

Curso Contabilidade Tributária R$99,90. Ver mais informaçôes

_____________________________________

Curso Prático de Departamento Pessoal (Reforma Trabalhista) R$ 139,90. Ver mais informaçôes

_____________________________________

Curso Contabilidade Geral R$ 99,90. Ver mais informaçôes

_____________________________________

Site desenvolvido por: Lojista Integrado: Sites | Marketing | Automação Teste Grátis