Esocial: liberada opção de impressão do Recibo de Férias

Com a edição da Medida Provisória nº 927/20, o eSocial teve de se adequar à nova legislação e foi ajustado para incluir as férias no recibo de salário. Nesse caso, o recibo à parte é desnecessário, já que os valores das férias saem junto do recibo de salário. Contudo, diversos empregadores que optaram pelo pagamento antecipado das férias estavam com dificuldades para gerar um recibo por conta própria. Dessa foma, o eSocial ajustou novamente a ferramenta com a possibilidade de emissão automática do recibo, conforme já antecipado em 02/06/2020 .

Novos serviços digitais do Ministério do Trabalho aproximam empregador e trabalhador

Ministério do Trabalho lançou, nesta quarta-feira (23), um pacote de ações de políticas públicas de emprego entre as quais se destacam o aplicativo Sine Fácil Empregador, as novas estratégias de expansão do Programa de Microcrédito e os cursos online para qualificação do trabalhador. A solenidade ocorreu no edifício-sede do Ministério. 

Durante cerimônia de lançamento, o ministro do Trabalho, Helton Yomura, afirmou que o objetivo do Ministério é ser um facilitador na comunicação entre empregador e trabalhador. “Os serviços desenvolvidos com muito carinho pelo Ministério do Trabalho buscam a aproximação entre a empresa que oferece vagas e o trabalhador que busca oportunidade no mercado de trabalho, utilizando a tecnologia para melhorar o atendimento, modernizar e simplificar o processo de contratações no país“, disse. 
Sine Fácil Empregador - Aplicativo móbile criado para empregadores terem acesso a serviços de intermediação de mão de obra oferecidos pela Rede Sine, o Sine Fácil Empregador já está disponível para download na versão Android. Por meio dessa plataforma, o empregador pode cadastrar vagas, consultar currículos disponíveis e o nome dos candidatos habilitados no banco de dados do Ministério do Trabalho, além de convocar trabalhadores para entrevistas e processos seletivos sem nenhum contato presencial. Tudo feito por meio digital. 
O Sine Fácil Empregador irá interagir com o Sine Fácil Trabalhador, que completou um ano de funcionamento nesta quarta (23). “A procura por vagas, pelos trabalhadores, e a oferta, pelos empresários, serão mais simples e dinâmicas”, afirmou o secretário-executivo do Ministério do Trabalho, Leonardo Arantes. 
Cursos Online -  A partir de junho, a Escola do Trabalhador do Ministério do Trabalho oferecerá aos trabalhadores 10 novos cursos online. Ao todo, são 31 cursos online. A meta é oferecer 50 até o fim de 2018. 
Os novos cursos são português para venezuelanos, agente de microcrédito, empreendedorismo digital, identidade visual e gestão de clientes, introdução à animação, introdução ao Arduino, Excel intermediário, gestão cultural e economia solidária. A esses e aos demais será aplicada a estratégia de “gamificação”, ou seja, o ensino com ajuda de jogos eletrônicos. Para participar, basta ter um computador ou aparelho móvel com conexão à internet.  
“Tendo em vista a busca por uma recolocação com a retomada da economia e a recuperação de empregos, e sabendo das mudanças ocorridas no mundo do trabalho, o Ministério tem preocupação com a qualificação do trabalhador. Assim sendo, buscamos parceria com a Universidade de Brasília para criarmos plataforma digital que oferece a qualificação com mais comodidade e interatividade”, observou Helton Yomura. 
Microcrédito – No evento desta quarta-feira também foram apresentadas as novas estratégias do Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado (PNMO). Uma das alterações é a entrada de novos agentes financeiros para operacionalizar os financiamentos cuja fonte de recursos é basicamente o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). O programa foi reestruturado em março de 2017, por meio da Lei 13.636, que modernizou a legislação e simplificou processos mais adequados às novas tecnologias. 
O PNMO atende ao microempreendedor com renda de até R$ 200 mil anual ou R$ 20 mil mensais. “O objetivo é fomentar essa economia que gera renda e trabalho na vizinhança e é extremamente importante para a economia como um todo”, salientou Yomura. 
Antifraude -  O Ministério do Trabalho também destacou o Sistema Antifraude, que já economizou R$ 1 bilhão para os cofres públicos impedindo que o seguro-desemprego fosse usado indevidamente. Desde o início do funcionamento do sistema, o Ministério do Trabalho já realizou, em parceria com a Polícia Federal, cinco operações, que resultaram em 31 prisões. 
“O sistema identifica fraudes e ajuda a recuperar valores desviados. A tecnologia será disponibilizada à Dataprev para que seja ampliada para o seguro-defeso, Previdência e a outros serviços do governo federal”, informou o secretário Leonardo Arantes. 

Fonte: Ministério do Trabalho



Curso Preparatório para o Exame de Suficiência CFC R$ 246,90. Ver mais informaçôes

_____________________________________

Curso de Perícia Contábil R$99,90. Ver mais informaçôes

_____________________________________

Curso Contabilidade Tributária R$99,90. Ver mais informaçôes

_____________________________________

Curso Prático de Departamento Pessoal (Reforma Trabalhista) R$ 139,90. Ver mais informaçôes

_____________________________________

Curso Contabilidade Geral R$ 99,90. Ver mais informaçôes

_____________________________________

Site desenvolvido por: Lojista Integrado: Sites | Marketing | Automação Teste Grátis